CHAMADA DO 22º NÚMERO DA RASCUNHOS CULTURAIS

Postado por: Rafael Viana

(Re)escrevendo identidades: literatura caribenha e guianense de autoria feminina

Juliana Pimenta Attie – Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG)

Natali Fabiana da Costa e Silva – Universidade Federal do Amapá (UNIFAP)

Viviane Ramos de Freitas – Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)

Em seu ensaio If I could write this in fire, I would write this in fire (2008), a escritora jamaicana Michelle Cliff observa que a colonização é um processo que torna os sujeitos inconscientes de sua voz, de seu passado, de sua origem. E é precisamente nessa origem, segundo a autora, que é possível encontrar condições de sobrevivência. Esse processo de silenciamento e apagamento de identidades culturais, individuais e coletivas, descrito pela autora, permeia a escrita de autoria feminina e é reforçado no contexto de escritoras pós-coloniais. Dessa forma, este dossiê pretende colocar em foco a produção de autoria feminina dos países caribenhos e da região das guianas que movimenta, como observa Alison Donnell (2006), questões de gênero, raça-etnia e identidade cultural como locais de resistência e afirmação. Ao refletir sobre a identidade caribenha em Poética da relação, Glissant (2010) desenvolve uma crítica à própria noção de identidade, redefinindo-a em termos relacionais e plurais. Segundo o escritor e filósofo martinicano, o pensamento sobre a identidade implica numa busca ao Outro e no combate às exclusões etnocêntricas e às simplificações universalizantes. As reflexões de Glissant colocam em evidência as diferenças e a multiplicidade envolvidas na questão da identidade. Assim, convidamos à submissão de artigos que discutam questões relacionadas à própria noção de identidade, e contribuam para ampliar o debate em torno da diversidade e das diferenças envolvidas nas identidades de gênero, sexualidade, raça-etnia, nacionalidade, entre outras, em obras literárias e/ou outras modalidades de expressões artístico-culturais de autoria feminina que contemplem o contexto das Guianas ou dos países caribenhos.

CLIFF, Michelle. If I could write this in fire, I would write this in fire. Minneapolis, London: University of Minnesota Press, 2008.

DONNELL, Alison. Twentieth-Century Caribbean Literature: Critical moments in anglophone literary history. Abington (Oxon): Routledge, 2006.

GLISSANT, E. Poetics of relation. Trad. Betsy Wing. Ann Arbor: University of Michigan Press, 2010.

Data de Submissão: 30.10.2020

Compartilhe:
Veja também